homem e mulher pegando as chaves de um imovel novo

Comprar imóveis no Brasil é mais barato que na América Latina

Apenas Quito tem preços mais em conta que três cidades brasileiras: São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro

Realizar o sonho da casa própria está nos planos de muitos brasileiros. Sair do aluguel ou da casa de parentes e ter um espaço para chamar de seu. No entanto, não é uma tarefa fácil e exige planejamento.

Ao alugar ou comprar apartamento em Santos, ou outras regiões do Brasil, você sabe que precisará estar preparado para arcar com determinados custos. Exceto se, no caso da compra, tenha optado pelo pagamento à vista.

Ainda assim, uma pesquisa mostra que comprar imóveis no Brasil, apesar de precisar de um bom investimento, é mais barato em comparação a outros países da América Latina.

Conteúdo

Seis países fizeram parte da pesquisa

Além do Brasil, que teve sete cidades analisadas, o estudo considerou também as capitais do Peru, do México, da Argentina, do Equador e do Panamá. Aqui as cidades analisadas foram: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador e Porto Alegre.

Conforme os dados, o local mais caro para se viver é Buenos Aires, seja na compra ou aluguel. Na capital Argentina o metro quadrado custa em média US$ 2,4 mil. Logo em seguida vem a Cidade do México, com a média de US$ 2,2 mil e por último a Cidade do Panamá, US$ 2,1 mil.

No Brasil, como foram consideradas 7 cidades, houve variação de preço, ainda assim o país está entre os mais baratos. Apenas a capital do Equador, Quito, tem o metro quadrado mais barato que Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. A cidade brasileira com o preço mais em conta é Porto Alegre, com a média de US$ 1 mil.

O que a pesquisa considerou

Para chegar aos resultados, a pesquisa considerou dados de aluguel e venda divulgados nos principais portais de cada cidade. O período avaliado foi junho de 2021 até junho de 2022.

As cidades consideradas são tidas como as mais populosas e significativas na América Latina. No Brasil, pelo fato do país ser maior, mais locais foram selecionados.

Vale comentar que as 12 cidades juntas somam 55 milhões de habitantes. Nos demais países as capitais foram analisadas, já no Brasil, além de Brasília, cidades de peso como São Paulo e Rio de Janeiro também fizeram parte do estudo.

Quais as cidades mais baratas do Brasil

Que o Brasil é o país mais barato para comprar ou alugar imóveis, isso fica bem visível na pesquisa, por mais que Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo ainda superem os preços de Quito.

Se for para considerar uma média do Brasil, o preço do metro quadrado em dólares fica na casa dos US $1,3 mil. Ainda assim, para quem busca as regiões mais baratas, vale fugir das três cidades citadas no parágrafo acima.

Em compensação, Porto Alegre, Salvador, Belo Horizonte e Curitiba têm valores menores e mais atrativos, variando de US$ 1 mil a US$ 1,2 mil o metro quadrado. Ou seja, considerando a média nacional, estão abaixo dela.

População x preço do metro quadrado

Um fato interessante do estudo é o número de pessoas que vivem nas cidades versus o preço do metro quadrado. Das regiões analisadas, São Paulo é a mais populosa, com 12,252 milhões de habitantes. O preço do metro quadrado para a capital paulista ficou em US$ 1,8 mil.

Por outro lado, Buenos Aires, tida como a cidade mais cara para se viver, conta com uma população bem menor, de 3,081 milhões. Inclusive, a Cidade do México, logo em seguida na lista de mais caras, é mais populosa que a capital argentina, com 9,209 milhões de habitantes.

A região menos populosa analisada foi a Cidade do Panamá, com 498 mil habitantes. Ainda assim, viver lá é mais caro do que em todas as cidades brasileiras que fizeram parte do estudo.

Compartilhe este conteúdo

Similar Posts