Como fazer compras junto dos filhos pequenos

Se você precisa levar seu pequeno ou sua pequena para fazer as compras e não quer passar perrengue, conheça alguns truques para entretê-los!

Algumas funções básicas da rotina podem se tornar mais desafiadoras quando precisamos incluir os pequenos. Uma das melhores formas de contornar a situação é envolver a brincadeira no dia a dia para que as tarefas fiquem mais leves. 

Fazer compras, por exemplo, é uma obrigação que precisa de concentração e cuidado, e executá-la na presença das crianças pode levar mais tempo quando não aplicamos alguns truques. 

No entanto, é um momento de extrema importância para que a criança ganhe mais autonomia, aprenda sobre educação financeira e ganhe responsabilidade de forma descontraída. Por isso, descubra algumas maneiras de facilitar suas compras junto dos filhos pequenos com esse post pensado para você.

Envolva as crianças na hora de fazer a lista

É comum que ao entrar no mercado, a criança fique ansiosa e ouriçada com tantas cores e opções de produtos. Ao listar o que é necessário com os pequenos, é possível oferecer a responsabilidade de fazer parte deste momento da família, além de criar um combinado para que o momento da compra seja mais agradável, com menos surpresas ao passar pelos corredores.

Ensine os pequenos a escolher frutas e legumes

Uma das funções que mais pode ajudar na exploração sensorial e na sensação de colaboração na hora de fazer as compras é o hortifrúti. Além disso, é uma forma de aproximar a relação da criança com os alimentos.

Ao tocar nas frutas e legumes, os pequenos se aproximam das texturas, cheiros, cores e firmeza de cada alimento. Eles ficam um tempo entretidos com a função da escolha, e ainda podem sentir vontade de experimentar quando chegarem em casa.

Organização e tarefas conforme a faixa etária

Durante a compra, existem diversas tarefas importantes que ajudam a criança a sentir-se parte fundamental deste momento. Para aquelas que ainda não conseguem escolher produtos da lista, por exemplo, é possível ficar com a organização do carrinho. 

Não só isso, os pais podem deixar os filhos com um cesto que contenha os itens mais leves para que a criança possa ajudar a carregar e sentir-se ainda mais útil.

Além disso, é possível incumbir os mais velhos que já sabem ler de pegar determinados itens nas prateleiras. Vale ressaltar a necessidade de observar a data de validade e lembrar o preço de cada item para prestar contas do que foi comprado. 

E as crianças que ainda não caminham?

Para crianças que ainda não caminham existem algumas possibilidades na hora de fazer as compras:

Leve-as de canguru

Crianças no canguru sentem-se seguras e envolvidas com os pais. Sendo assim, pode ser uma forma de mantê-las calmas durante as compras.

Se tiver mais de um adulto, um deles fica com o bebê

É possível dividir as funções entre os cuidadores. Se já existe uma lista do que necessário pegar, fica mais fácil. Assim, enquanto um fica com o bebê, o outro pode agilizar a escolha dos itens.

Coloque-as sentadas na cadeirinha do carrinho com algum item da compra

Supermercados maiores costumam oferecer carrinhos com cadeirinhas para crianças menores. Porém, para que a criança não se sinta esquecida ali, procure oferecer algum item para que ela possa segurar. Dessa forma, já começa a sentir-se parte deste processo desde cedo. 

Em caso de descontrole, acesse a criança pelo olhar e acolha o que ela sente

Mesmo aplicando todos os truques para que a criança sinta-se parte do processo de compra da família, pode acontecer um momento de descontrole. Não há fórmula mágica para evitar a situação.

Muitas vezes, o excesso de informação, produtos, cores e luzes do ambiente podem afetar suas emoções. E como ainda a criança não tem controle sobre isso, é importante que o cuidador presente tente acessá-la pelo olhar, no intuito de entender suas necessidades para então acolher e acalmar o coração.

Deixe a vergonha de lado, esteja ali para a sua criança e tenha certeza que o momento vai passar.

Se gostou desse conteúdo compartilhe com pessoas que podem gostar dessas dicas. Continue acompanhando o 4You Finanças para mais dicas sobre gestão financeira.

Compartilhe este conteúdo

Similar Posts