Principais tarifas cobradas por cartão de crédito

Conheça as principais tarifas cobradas pelos cartões de crédito e saiba como reduzir os gastos 

O cartão de crédito é uma modalidade de pagamento amplamente utilizada em todo o mundo. Existem diversas opções de cartões com benefícios e particularidades que atendem aos mais variados perfis de consumidores.

A busca por um cartão sem anuidade tem sido um dos principais interesses dos consumidores. Mas, além da anuidade, você sabia que existem várias outras tarifas cobradas pelas operadoras de cartão? A seguir, falaremos um pouco mais sobre cada uma delas. Confira!

Anuidade

A famosa “anuidade do cartão de crédito” é uma das tarifas mais conhecidas quando se fala de custos com o cartão. As operadoras informam que os recursos pagos a título de anuidade são utilizados para a manutenção do cartão.

A cobrança da anuidade não é obrigatória, por isso, tanto o valor quanto a incidência ou não variam significativamente de um banco para o outro. Para o consumidor que está procurando uma opção de cartão de crédito, vale a pena consultar as regras de cobrança de anuidade antes de fechar com o banco.

Para quem já tem cartão de crédito que cobra anuidade, vale a pena tentar negociar com o banco, solicitando o cancelamento da cobrança. Caso o banco não queira cancelar, é possível buscar pelos serviços de outros bancos que oferecem condições mais atraentes.

Emissão de segunda via

Outra cobrança, dessa vez não tão conhecida, é a tarifa de emissão de segunda via do cartão de crédito. Se você perder o cartão, for roubado ou furtado, precisará pagar para emitir a segunda via.

Importante lembrar que, em caso de perda, furto ou roubo, o consumidor deve informar à administradora imediatamente a situação para que se proceda com o bloqueio. Também é preciso registrar o evento em um boletim de ocorrência policial.

Vale destacar, no entanto, que no caso de bloqueios relacionados a tentativas de fraude ou falha operacional do cartão, a cobrança para emissão da segunda via não pode acontecer. Situações como essa são consideradas de responsabilidade da operadora, que deve emitir a segunda via sem qualquer tipo de ônus para o cliente.

Saque com cartão de crédito

Outra tarifa associada ao uso do cartão de crédito é chamada “tarifa de saque”. Imagine a seguinte situação: você está sem dinheiro e só tem o cartão de crédito e decide fazer um saque usando o cartão.

Neste caso, provavelmente a instituição vai cobrar uma tarifa adicional de saque. Isso acontece porque os bancos consideram esse saque como uma espécie de “empréstimo”, afinal, você só vai pagar a quantia na fatura do mês seguinte.

Para saques de dinheiro realizados em outras moedas (viagens fora do país), os bancos podem cobrar, além da tarifa de saque, Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e juros. 

Pagamento de contas

Antes de pagar suas contas de gás, luz, água e telefone usando o cartão de crédito vale a pena conferir as regras e tarifas atreladas ao cartão. Em alguns casos, o uso do cartão de crédito para pagamento das contas pode não ser a escolha mais inteligente.

Isso porque poderá ser cobrada uma tarifa adicional por cada conta, acrescida à cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Desta forma, a sua conta sairá mais cara. 

Aumento de limite do cartão

Por fim, a última tarifa que vale um olhar atento do consumidor é a tarifa para aumento emergencial de limite de cartão. Ela pode ter outro nome, vai depender do banco que você utiliza.

No geral, é uma das tarifas que mais causa espanto entre os consumidores. Imagine que você precisa fazer uma compra e percebe que não tem limite. Então liga para o banco solicitando o aumento do limite. Essa solicitação “emergencial” tem um preço.

Para saber qual é o custo da tarifa de aumento de limite é preciso consultar o seu banco. Aqui, duas dicas preciosas podem fazer toda a diferença: primeiro, entre em contato com o banco e solicite informações completas sobre todas as tarifas cobradas no seu cartão de crédito.

Somado a isso, é interessante avaliar frequentemente a fatura do cartão e as contas, mantendo o controle dos gastos e planejando as despesas. Além de evitar ultrapassar o limite do cartão, você deve manter uma rotina de gastos alinhada com as suas condições, assim fica mais fácil pagar a fatura e manter a distância do crédito rotativo. 

Lembre-se que toda cobrança indevida é passível de devolução em dobro com correção monetária. Outro motivo para ficar atento às suas faturas do cartão de crédito é manter um controle adequado dos gastos.

Se gostou desse conteúdo compartilhe com pessoas que podem gostar dessas dicas. Continue acompanhando o 4You Finanças para mais dicas sobre gestão financeira.

Compartilhe este conteúdo

Similar Posts