Inflação no Brasil: o que os consumidores podem esperar para 2022?

A inflação é algo que afeta diretamente o bolso do consumidor, mas o que esperar dela em 2022? É isso que explicamos aqui!

A inflação nada mais é que um fenômeno que estimula o aumento dos preços em uma economia. Quanto mais ela aumenta, mais poder de compra o consumidor perde — as empresas também sofrem com essa alta. Logo, é importante estar atento para proteger seu dinheiro da inflação.

Você já deve ter percebido que, com o passar dos anos, tudo tem ficado cada vez mais caro e isso é reflexo da inflação. Quando há um aumento na produção de dinheiro no país, ele passa a perder o seu valor. Consequentemente, os preços aumentam e afetam tanto o orçamento do consumidor quanto das empresas.

Para que você possa entender o que esperar da inflação no Brasil em 2022, explicamos neste artigo o que tem contribuído para esse cenário e quais problemas empresas e consumidores enfrentam nesse momento. Acompanhe!

O que está contribuindo para o aumento progressivo da inflação? 

Vários fatores contribuem para o aumento progressivo da inflação e os principais deles citamos abaixo. Confira!

Aumento da demanda

Uma das causas mais comuns da inflação é a alta demanda. Ou seja, quando há pouco produto que muitas pessoas querem consumir, o valor dele tende a subir com o intuito de equilibrar a oferta com a procura.

Vamos ao exemplo da garrafa de água. Por que é muito mais caro comprar na beira da praia lotada do que no mercado? Porque na praia lotada há uma concentração maior de pessoas que buscam por essa bebida que, muitas vezes, é vendida por alguns camelôs.

Enquanto existir disponibilidade de crédito na praça, maior poder de compra as pessoas terão. Logo, a demanda aumenta porque elas podem consumir mais.

Aumento nos custos da produção

A inflação por aumento nos custos da produção ocorre por diversos motivos que afetam o preço final dos produtos. Por exemplo, quando uma indústria que usa a energia elétrica na sua produção sofre um aumento na conta de luz, todo processo de produção passa a ser mais caro.

Sendo assim, para evitar prejuízos, a indústria repassa esse custo ao consumidor final — isso também pode acontecer quando há um aumento nos custos da matéria-prima, nas taxas e nos impostos, na valorização do dólar, nas tarifas e até mesmo no preço do combustível, pois a logística brasileira depende da malha rodoviária.

Inércia inflacionária e expectativa de inflação

Nesse caso, a inflação relaciona-se à expectativa que a inflação passada gera na futura. Por exemplo, reajustes de aluguéis, salários e outros tipos de serviços — por serem baseados em um tempo anterior — podem levar a uma inércia inflacionária.

Agora, quando falamos em expectativa de inflação, a base é comportamental. Por exemplo, um empreendedor pode aumentar os preços dos seus produtos por causa da expectativa de aumento dos preços.

Aumento de emissão de moeda

Quando os gastos passam a ser maiores que a arrecadação do governo, é necessário imprimir mais dinheiro para acertar as contas. Quando isso acontece, mais dinheiro começa a circular no mercado e, como esse volume não está associado à geração de riqueza ou aumento na produção no país, os preços aumentam.

Quais problemas os consumidores e as empresas enfrentam?

Tanto os consumidores quanto as empresas sofrem impactos em relação à inflação. Veja quais problemas cada um deles enfrentam.

Impacto para os consumidores

A principal consequência do aumento da inflação no Brasil é a perda do poder de compra. Isso porque, a partir do momento em que os preços aumentam, a valorização da moeda cai.

Outra consequência diz respeito aos investimentos. O rendimento real de uma aplicação leva em consideração o desconto da inflação.

Portanto, por exemplo, se o seu investimento chegou a render 10% ao ano e, nesse período, a inflação subiu 3%, o rendimento real dessa aplicação foi de 7%.

Impacto para as empresas

As empresas também sofrem com o aumento da inflação. Quando isso acontece, elas sofrem os seguintes principais impactos:

  • mudanças nas despesas internas;
  • aumento nos custos de fabricação;
  • aumento dos custos com funcionários.

Como o cenário político e internacional influenciam nessa escalada?

O cenário político interfere na inflação. Qualquer decisão tomada pelos governantes reflete no bolso do consumidor e do empreendedor. Além disso, é preciso estar atento ao que acontece no mundo, pois isso também tem grande impacto na inflação.

Como exemplo, podemos usar a pandemia de covid-19 que afetou o mundo todo, porém, economias mais vulneráveis, como a do Brasil, sentem mais o impacto nos preços.

Agora que você entende mais sobre como a inflação acontece, já sabe o que esperar em 2022. Organize-se financeiramente para não sofrer com a alta nos preços e, se necessário, elimine gastos desnecessários para otimizar o seu orçamento.

Se gostou desse conteúdo compartilhe com pessoas que podem gostar dessas dicas. Continue acompanhando o 4You Finanças para mais dicas sobre gestão financeira.

Compartilhe este conteúdo

Similar Posts